Imprimir

Evento virtual foi transmitido pelo perfil oficial do MPDFT nesta quarta-feira, 25 de novembro

Em alusão ao Mês da Consciência Negra, o Núcleo de Enfrentamento à Discriminação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios promoveu a live sobre Racismo e Igualdade com a autora “Guia para mães e pais lutarem contra o racismo, pela igualdade e Justiça”, Cida Chagas. A atividade foi transmitida, nesta quarta-feira, 25 de novembro, no perfil oficial da instituição no Instagram.

O tema deve ser abordado de forma aberta entre pais e filhos, como destaca a coordenadora do NED, a promotora de Justiça Mariana Nunes. “O tema ainda é desconhecido por muitas famílias, ainda é um tabu. É abordar sem constrangimento. Até por desconhecimento, é difícil para algumas mães e alguns pais tratar da questão da discriminação e do racismo”, comentou.

Uma das formas de combater o racismo com as novas gerações é, segundo escritora, que é doutora em sociologia e mestre em educação, mostrar o protagonismo das pessoas negras na sociedade brasileira. Isso porque, desde a formação de quilombos há a luta sobre direitos e liberdades. “Converse sobre as revoltas abolicionistas que tivemos no Brasil com suas crianças”, sugeriu Cida.

Outra questão a ser aplicada, especialmente em ambiente escolar, é verificar o cumprimento da Lei 10.639/2003, que torna obrigatório o ensino de conteúdos relacionados à história e à cultura afro-descendente nas escolas. “E avaliar, além do cumprimento da legislação, quais espaços as pessoas negras ocupam na escola. Há professores e diretores negros? Ou a presença negra se limita a postos na limpeza, na cantina?”, questionou Cida. Essa percepção permite abordar o racismo estrutural nas instituições.

Uma recomendação é que mães e pais estejam atentos ao conteúdo consumido por crianças e adolescentes nas redes sociais, segundo a promotora de Justiça Mariana Nunes. “É estar vigilante ao conteúdo, explicar para os filhos, no nível de entendimento deles, o mundo que está posto e não reduzir comportamentos racistas que algumas crianças ou adolescentes possam ter, sob a justificativa de que são crianças”, disse.

O Guia para mães e pais lutarem contra o racismo, pela igualdade e Justiça foi elaborado em parceria com a Yoopies, organização do Reino Unido, no contexto do movimento #BlackLivesMatter, decorrente do homicídio de George Floyd, em 25 de maio deste ano, por policiais americanos de Minnesota. A situação está longe de ser fato isolado. Como citado pela coordenadora do NED, a cada 10 homicídios, oito são praticados contra jovens negros de baixa escolaridade.

A publicação traz elementos da realidade brasileira, como forma de ampliar a discussão, e também dicas de livros, filmes, canais no Youtube para ajudar mães e pais na educação antirracista dos filhos. O material pode ser acessado por meio da página oficial da autora.

Perdeu a live? Acesse @mpdftoficial no Instagram e acompanhe os detalhes do debate.

Assessoria Especial de Imprensa
(61) 3343-9045 / 3343-6101/ 3343-9046/ 99149-8588
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial