Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O Tribunal do Júri de Brasília condenou, nesta segunda-feira, 2 de abril, Luiz Carlos Coelho Penna Teixeira, acusado de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. A vítima, a professora Márcia Regina Lopes, era sua namorada. A pena foi fixada em 30 anos e 9 meses de reclusão em regime inicial fechado. A sessão de julgamento durou 13 horas.

Os jurados acolheram as qualificadoras apresentadas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT): motivo fútil, pois o crime foi cometido após discussão corriqueira; emprego de meio cruel, porque o réu desferiu golpes com um extintor de incêndio, revelando brutalidade fora do comum; e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, já que Márcia foi surpreendida com o ataque.

Entenda o caso

Em 9 de março de 2014, o réu e a vítima, que mantinham relacionamento amoroso, entraram no carro de Márcia. Não se sabe para onde iriam. No percurso, após discussão, Luiz Carlos parou o carro e, usando um extintor de incêndio, golpeou a vítima até a morte. Em seguida, ele ateou fogo ao corpo e o abandonou próximo a Planaltina.

Processo: 2014.01.1.055806-7

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.