Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

entrega mudas1Os parceiros do projeto Descoberto Coberto se reuniram, nesta sexta-feira, 9 de dezembro, para a entrega simbólica de mudas aos produtores rurais que participam da iniciativa. Durante o encontro, foi plantada uma muda de ipê-rosa em comemoração às 200 mil árvores que o projeto devolveu às margens do Lago do Descoberto e às áreas protegidas que o abastecem.

O Descoberto Coberto teve início em 2009, quando as primeiras mudas foram plantadas, e promove, em colaboração com os produtores rurais da região, a educação ambiental na Área de Proteção Ambiental (APA) do Descoberto. O objetivo é reflorestar faixas desmatadas às margens do Lago do Descoberto e ao longo de cursos d'água e nascentes que o abastecem. As mudas são fornecidas por entidades parceiras. Os chacareiros, que aderem voluntariamente ao projeto, se responsabilizam por cuidar das árvores em sua propriedade.

A Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (Prodema) contribui com a iniciativa destinando à Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri) doações ajustadas como medidas alternativas em crimes ambientais. Para a promotora de Justiça Marta Eliana de Oliveira, o diferencial do projeto é a colaboração entre as diversas instituições e a sociedade civil. “Evoluímos para uma parceria que reconhece a importância do produtor rural para a preservação ambiental”, afirmou. Ela lembrou que o futuro do abastecimento de água no Distrito Federal depende da proteção do Lago Descoberto. “Todos nós, como sociedade, devemos contribuir para a preservação das nossas águas”, concluiu.

A participação dos novos parceiros foi destaque. O Viveiro do Lago Norte doou 200 mudas, entregues durante o evento. O Instituto CO² Zero plantará na região do Descoberto mais de mil mudas como compensação pelo evento Na Praia, realizado às margens do Lago Paranoá. A Novacap também disponibilizou mais de mil mudas para o plantio na região.

Os produtores rurais parceiros também prestigiaram o evento. João Natal recebeu 432 mudas, que serão plantadas ao lado das 4 mil árvores reflorestadas que ele já abriga em sua propriedade. “As primeiras mudas que eu plantei já são árvores soltando sementes”, orgulha-se. E brinca: “Eu chamo o projeto de 'Filhos do Jó', porque Jó é o nome do meu filho e o que eu estou fazendo é para os filhos dele”.

Experiência de vida

entrega mudasDurante o encontro, os participantes tiveram a oportunidade de ouvir a fala do sociólogo Eugênio Giovenardi, que trabalhou durante décadas em projetos de cooperação agrícola. Aos 82 anos, ele é o responsável pelo Sítio das Neves, onde protege as nascentes por meio do reflorestamento nativo e da construção de barreiras de pedra.

Ele comprou o terreno de 70 hectares em 1974 e, desde então, deixou que as árvores nativas retomassem o espaço. Com a vegetação, vieram os pássaros e outros animais selvagens. Para ele, os produtores rurais da região do Descoberto têm um papel fundamental a cumprir. “Todos os dias, nascem de 110 a 120 crianças no Distrito Federal. O que vocês estão fazendo é produzir água para as pessoas que estarão aqui no futuro”, afirmou.

Também participaram do evento representantes da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa); da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb); da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri); do Instituto Brasília Ambiental (Ibram); da Administração Regional do Lago Norte; da Associação Pró-Descoberto; e do terceiro setor.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.