A Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde (Prosus) recomendou à Secretaria de Saúde (SES), nessa segunda-feira, dia 24, que faça o levantamento e disponibilize imediatamente às unidades de saúde os equipamentos médicos armazenados de forma inadequada em um galpão em Samambaia. Os aparelhos têm alto custo e, nas condições atuais, estão sujeitos a degradação e obsolescência.

No documento, a Prosus recomenda que as condições de uso de cada bem sejam avaliadas e que, depois disso, sejam imediatamente disponibilizados às unidades de assistência vinculadas à SES. A destinação de cada um deverá ser informada à Promotoria e, em caso de impossibilidade de utilização, a Secretaria deverá explicar as razões.

A promotora de Justiça Marisa Isar, responsável pela recomendação, enfatiza a necessidade de se otimizar os recursos da área de saúde. “A situação de inequívoca insuficiência da assistência à saúde no Distrito Federal decorre da notória má gestão de recursos humanos e materiais”, afirma. Em caso de descumprimento, os responsáveis estarão sujeitos às medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis.

Clique aqui para ler a recomendação.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial