Doutor Percílio Neto1A premiação é um reconhecimento pela atuação em defesa dos direitos humanos 

O procurador de Justiça aposentado do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) Percílio de Sousa Lima Neto recebeu, nessa quinta-feira, dia 12, o Prêmio Direitos Humanos 2013. A solenidade ocorreu durante o Fórum Mundial de Direitos Humanos, realizado em Brasília. 

A premiação foi o reconhecimento por uma carreira de lutas contra violações aos direitos humanos e pela contribuição para a consolidação do Estado Democrático de Direito. Enquanto integrante do MPDFT e ex-vice-presidente do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, Percílio Lima Neto atuou em causas emblemáticas como a garantia da perícia imediata nos corpos encontrados no massacre de Eldorado dos Carajás, a missão a Dourados para acompanhar a situação dos índios Guarani-Kaiowá em 2006, além de casos de tortura praticada dentro do sistema prisional. 

O prêmio foi entregue pela presidente da República, Dilma Rousseff, que declarou existir um débito do Estado brasileiro em relação a um cidadão tão ativo e defensor dos direitos humanos no País. O título foi entregue na categoria livre, que é ofertado àqueles que difundiram a cultura de respeito aos direitos humanos. “Foi tudo muito emocionante. Fui muito aplaudido. Várias pessoas me abraçaram. Foi uma honra receber um título desses das mãos da presidente da República”, afirma emocionado Percílio Lima Neto. 

O Fórum Mundial de Direitos Humanos foi organizado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. O encontro ocorreu, de 10 a 13 de dezembro, no Centro de Convenções Internacional de Brasília.