DSC03601b2O titular da 7ª Promotoria de Justiça de Entorpecentes, Theodoro Carvalho, participou, nesta quarta-feira, dia 11, no Fórum Mundial de Direitos Humanos, do debate sobre internação compulsória de dependentes químicos. Clique aqui para verificar a íntegra da apresentação. 

Também participaram da discussão o subsecretário de Políticas Públicas sobre Drogas da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejus), Leonardo Moreira, e o psiquiatra Elias Abdalla Filho. Eles abordaram os aspectos médicos e éticos do assunto. 

O promotor de Justiça enfatizou que, apesar das possibilidades previstas em lei para a realização de internação compulsória, a medida deve ser utilizada com muita cautela, apenas nas hipóteses em que não seja cabível outra forma de intervenção e, sempre, mediante prévia avaliação médica. “É melhor investir no convencimento do usuário para que o tratamento seja voluntário”, defende Theodoro Carvalho. 

O Fórum Mundial de Direitos Humanos é organizado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. O encontro ocorre desde o dia 10/12 e vai até o dia 13/12 no Centro de Convenções Internacional de Brasília. Para mais informações, clique aqui.