"Podemos não saber como será a sociedade no próximo século. Mas podemos planejar como estaremos e onde queremos estar em dez anos". São palavras da Procuradora-Geral de Justiça do Distrito Federal e Territórios, Eunice Carvalhido, ao abrir a reunião que divulgou os resultados e boas práticas adotadas pelo Plano Estratégico, de outubro de 2010 a novembro de 2011, no MPDFT.

A Procuradora-Geral também destacou que o Ministério Público cresceu muito e, embora disponha de menos meios do que evidencia, precisa responder com efetividade às demandas da sociedade. Em seu discurso, ela destacou a importância do planejamento para a obtenção de resultados e lembrou membros e servidores de que a visão de futuro da Instituição é se consolidar como uma referência na proteção dos direitos da sociedade.

"Pelos depoimentos pode-se constatar que diversas promotorias e setores já trabalham alinhados com o planejamento estratégico", comemorou o secretário de Planejamento, José Joaquim Vieira de Araújo, ao apresentar à plateia o vídeo sobre as ações implementadas neste primeiro ano de aplicação do planejamento.

Segundo os números divulgados na reunião, foram realizadas 55 reuniões tático-operacionais com as unidades do MPDFT que possuem painel de contribuição para o plano estratégico. Participaram desses encontros 328 pessoas e no total foram realizadas 289 ações. No ano foram movimentados 451.158 processos judiciais. Para o biênio 2010/2012, o plano é composto por 14 programas institucionais que reúnem 95 projetos.

Onde queremos chegar? Foi o questionamento deixado para os presentes à reunião. Além do convite: para que cada um busque se enxergar no mapa institucional e que se pergunte sobre a própria contribuição. "Espero que todos nós sejamos multiplicadores da ideias e ações que foram trazidas aqui", disse a promotora de Justiça Ana Luiza Lobo Leão Osório, da Assessoria de Políticas Institucionais, ao encerrar o evento.

MPDFT e o rally Paris-Dakar
Um dos grandes momentos da reunião foi a palestra realizada pelo piloto Klever Kolberg, brasileiro pioneiro no Rally Dakar, do qual já participou representando o Brasil por 22 vezes. Ele falou sobre as estratégias utilizadas para vencer as dificuldades da competição, comparando os desafios àqueles que serão enfrentados para a execução dos projetos estratégicos no MPDFT.

Klever procurou transmitir motivação ao público e falou do prazer que é superar grandes desafios. Utilizando como exemplo a própria vivência, demonstrou a importância de uma equipe estar integrada, respeitando diferentes opiniões e autonomia, mas também comprometida e assumindo o protagonismo, estabelecendo metas, indicadores para monitorar resultados e planos de ações a serem executados com excelência.