Com o objetivo de buscar maior eficácia no combate à violência doméstica e dando prosseguimento às metas estipuladas no planejamento estratégico do MPDFT, a Promotoria de Justiça Criminal e de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar de Brazlândia promove, nos dias 23/11 e 1º/12, tardes de reflexão para mulheres e homens envolvidos em situação de violência doméstica. Os encontros acontecem no Fórum de Brazlândia, a partir das 14h30. As mulheres serão atendidas primeiro. Em dezembro, será a vez dos homens.

Criado em 2009 por iniciativa da Promotora de Justiça Mariana Fernandes Távora, o projeto "Reflexão sobre Violência Doméstica" agora é coordenado pelo Promotor de Justiça Tiago Alves de Figueirêdo. "O principal objetivo é a conscientização das pessoas envolvidas em situação de violência doméstica", afirma o Promotor. Além do caráter informativo, o programa visa questionar e avaliar a abordagem dos agentes envolvidos, como a polícia e a Justiça.

Para participar do projeto, a Promotoria convida as pessoas envolvidas em processos judiciais de violência doméstica que tramitam no Fórum de Brazlândia. Ao todo, são realizados oito encontros anuais, sendo quatro para mulheres e quatro para homens. Em média, são emitidos entre 30 e 40 convites para cada evento.

As reuniões serão conduzidas pela assistente social Gabriela Silva Arana e pelo psicólogo Luiz Henrique Aguiar, servidores da Secretaria de Estado da Mulher, e contarão com o apoio do analista processual do MPDFT Wesley Santana Ribeiro, que prestará esclarecimentos sobre os aspectos legais da violência doméstica. Na ocasião, serão apresentados vídeos sobre o assunto, com dados históricos e estatísticos. Ao final de cada reunião, estão previstos debates e a realização de uma enquete, com questionamentos sobre o evento e a atuação da Justiça.