Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Conscientização para o enfrentamento às drogas

Projeto DespertarO Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) se preocupa com a expansão de drogas pesadas como o crack e seus derivados.

A baixa eficácia do sistema repressivo do Estado também soma-se aos fatores que levam o MPDFT a investir na prevenção como principal meio para o enfrentamento às drogas. Além de promover campanhas, a Instituição atua como um articulador de iniciativas públicas e privadas voltadas ao tema.

À frente desse trabalho está o titular da 7ª Promotoria de Justiça de Entorpecentes, José Theodoro Correa de Carvalho, que, desde 2005, vem buscando parcerias e viabilizando a produção de campanhas publicitárias para o combate ao uso de drogas, sem qualquer ônus para os cofres públicos. Ele adverte que "é necessário que o Ministério Público aperfeiçoe sua atuação repressiva e atue, de maneira supletiva, na prevenção ao uso de entorpecentes, bem como no tratamento do usuário, encarando o tema como uma questão de saúde pública".

A última campanha, lançada em 2011 sob o título "Drogas. Você constrói, elas destroem", alcançou grande repercussão no Distrito Federal e foi divulgada gratuitamente por diversas mídias, como jornais, revistas, rádios, cinemas, busdoor, totens nas paradas de ônibus, além de sites de notícias, de escolas e de universidades.

Promotor apresenta Campanha Antidrogas"A prevenção é mais eficaz do que a repressão e o tratamento. Por isso deve ser priorizada em todas as suas vertentes, especialmente, entre os mais jovens", defende o Promotor de Justiça José Theodoro. Tal opinião foi compartilhada pela Procuradora-Geral de Justiça do Distrito Federal e Territórios, Eunice Carvalhido, em depoimento registrado durante o lançamento da campanha antidrogas de 2011. Na ocasião, a Procuradora-Geral disse que um de seus sonhos é que o Ministério Público se torne mais efetivo, não de forma repressiva e judicializada, mas ao lado da comunidade.

Programa Despertar, olhar atento para dentro da Instituição

O trabalho de prevenção ao uso de drogas desenvolvido pelo MPDFT não prioriza somente o público externo. Os servidores e membros que integram a Instituição, além de familiares, também recebem atenção especial nessa área, por meio do Programa Despertar.

Iniciado em 2008, o programa realiza ações educativas e preventivas direcionadas ao consumo de álcool e outras drogas, além de fazer acompanhamentos e orientar pessoas que enfrentam esses problemas. As reuniões ocorrem duas vezes por mês e englobam oficinas, peças teatrais e grupos de discussão. A Instituição também envia às residências de membros e servidores cartas com dicas de qualidade de vida e educação dos filhos.

O Programa Despertar é uma faceta importante da responsabilidade social e institucional do MPDFT. O consumo de substâncias psicoativas pode prejudicar a relação entre as pessoas no ambiente de trabalho, diminuir a produtividade, além aumentar os custos com tratamentos de saúde e licenças médicas.

.: voltar :.