Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

logo projeto escutando o cidadao mpdft horizontal


Você foi vítima de um crime? O MPDFT pode ajudar você. Espaço de escuta, 
informações sobre o procedimento da justiça criminal e encaminhamento para a rede de proteção.

 

O projeto

A experiência de ser vítima de um crime pode ser intensa, traumática e difícil de superar, especialmente em crimes violentos. Isso ocorre porque o crime rompe com  nossa crença de que o mundo é um lugar de ordem e, principalmente, destrói o sentido de autonomia e de liberdade. Para a superação desse trauma psíquico, as vítimas precisam, muitas vezes, de uma oportunidade para expressar seus sentimentos e necessidades.

Ocorre que, no sistema de justiça criminal tradicional, a vítima não tem vez nem voz de narrar seus sentimentos, de expressar suas necessidades decorrentes do delito ou mesmo de apresentar suas expectativas em relação ao processo criminal. Tudo isso dificulta a aceitação, a integração e a superação do dano psíquico causado pelo ato criminoso.

O projeto Escutando o Cidadão visa justamente a fomentar uma cultura de diálogo, aproximando o MP da sociedade, conferindo um olhar mais humanizado para as vítimas de crimes violentos, para que essas pessoas se sintam empoderadas e possam ressignificar o ocorrido.

Vídeo

 

Mais informações

  • Informações e inscrições: 3471-8430 | 3471-8308
  • E-mail:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Horário de atendimento: das 12h às 19h

Para círculos restaurativos com vítimas/familiares de roubo: Promotoria de Justiça de Ceilândia

  • Endereço: QNM 11, Lotes 1 e 2, Centro Urbano, Ceilândia-DF (ao lado do Fórum)
  • Telefones: 3471-8430 | 3471-8308

Para círculos restaurativos com vítimas/familiares de homicídio: Promotoria de Justiça do Guará

  • Endereço: SMAS (Setor de Múltiplas Atividades Sul), Trecho 4, Lotes 6/8, Brasília-DF (ao lado do Fórum Desembargador José Júlio Leal Fagundes)
  • Telefone: 3301-9100
.: voltar :.