Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

PM é condenado a 17 anos pelo assassinato de amante da esposa

Meses antes do crime, o réu tinha instalado no celular da esposa aplicativo de rastreamento de mensagens

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) conseguiu na última sexta-feira, 12 de abril, a condenação do cabo da Polícia Militar Kléber José Ferreira a 17 anos de prisão, em regime inicial fechado, pelo assassinato duplamente qualificado de Bruno Cézar Oliveira. Os jurados aceitaram as qualificadoras apresentadas na denúncia (motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima). O réu também foi condenado à perda do cargo  público de Policial Militar. O crime ocorreu em 2016, próximo ao Parque Três Meninas, em Samambaia. O réu ganhou o direito de recorrer em liberdade.

Entenda o caso

A vítima teria um relacionamento com a esposa do policial, que já havia tentado a separação, mas o acusado não aceitava, inclusive a ameaçava. No dia do crime, Kleber Ferreira, seguiu o carro de Bruno Oliveira, que estava acompanhado da esposa do policial e efetuou oito disparos com a arma da corporação, a poucos metros da 26ª DP, em Samambaia.

Bruno Oliveira, que era pai de quatro filhos, morreu no local. Segundo depoimentos, o policial tinha conhecimento de onde as vítimas estariam, porque há alguns meses havia instalado no celular da esposa um aplicativo que rastreia as mensagens de Whatsapp.

Processo: 2016.09.1.020668-0

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.