Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Evento sediado no MPDFT recebe propostas de combate à corrupção

Até o momento, foram realizados três eventos regionais e recebidas 77 propostas que servirão de base para a elaboração de um Plano Nacional de Combate à Corrupção

 

JAA 0327 2 600 x 397O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) recebeu, nesta quarta-feira, 4 de julho, o terceiro Evento Público Regional promovido pela Ação 1/2018 da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla). O encontro contou com mais de 100 participantes e recebeu 26 propostas para colaborar no combate à corrupção.

As sugestões foram apresentadas e discutidas em grupos de trabalho, divididos em prevenção, detecção e punição. Capacitação de ouvidorias e profissionais de controle, aumento de pena dos crimes de corrupção e ampliação da transparência sobre repasses de recursos foram alguns dos temas debatidos durante o dia.

Além de representantes do Ministério Público, participaram órgãos de controle, especialistas de alto nível técnico e sociedade civil. Segundo a promotora de Justiça Lenna Daher, “o objetivo do evento foi alcançado, que foi a de construir coletivamente propostas para um plano nacional de combate à corrupção. Foi um dia muito importante para o MPDFT, que sempre se destacou no combate à corrupção e que também vem desenvolvendo iniciativas de atuação em rede com as demais instituições públicas e de controle social. A maioria das propostas apresentadas foi voltada à prevenção do problema, o que reflete a necessidade de trabalharmos nessa frente, sem esquecer a detecção e a punição”, afirmou.

Abertura
IMG 0546 renamed 3374No início do evento, o procurador-geral de Justiça, Leonardo Bessa, destacou a recente criação de promotorias de Justiça cuja atuação contribuirá para o combate e à prevenção aos crimes de corrupção. Ele também ressaltou a necessidade de trabalhar de forma articulada com outras instituições e defendeu a proposta de criação de um fundo para reunir recursos necessários às ações de combate a esse tipo de crime.

“Não é possível conceber, em momentos de crise, que uma instituição aja de forma isolada. É preciso encontrar soluções inovadoras e efetivas na construção de uma sociedade mais livre, justa e solidária, conforme diz a Constituição”, afirmou.

Participaram ainda da abertura do encontro o diretor do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, Luiz Roberto Ungaretti de Godoy, a subprocuradora-geral da República e coordenadora da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, Maria Iraneide Facchini, e coordenador-geral de defesa da probidade da Advocacia-Geral da União, Pedro Vasques Soares.

Saiba mais
Estão previstos cinco eventos regionais para discutir propostas ao Plano Nacional de Combate à Corrupção. Já foram realizados encontros em Curitiba e Belém. São Luiz e Belo Horizonte serão as próximas cidades a sediar os debates. Somando os três eventos realizados até o momento, foram recebidas 77 propostas que servirão de base para a elaboração do Plano.

Saiba mais sobre a Enccla.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.