Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

MPDFT consegue manter condenação de líder do MST por receptação

O crime aconteceu em maio de 2016 em Brazlândia. Ré foi acusada de receber um trator roubado
 
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) conseguiu a manutenção da sentença que condenou líder de acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) denunciada por receptação. A 1ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT) manteve a condenação de Maria do Carmo Nascimento de Barros, acusada de receptar um trator roubado em uma fazenda de Brazlândia. 
 
A defesa da acusada recorreu da sentença alegando a inexistência do crime, bem como ausência de dolo ou intenção na conduta. No entanto, a Justiça manteve a condenação e a pena final foi fixada em um ano e cinco meses de reclusão, que deverá ser cumprida em regime aberto, além de multa. 
 
Entenda o caso
 
Em 30 de maio de 2016, um trator da marca New Holland foi roubado de uma fazenda situada às margens da rodovia DF-220, em Brazlândia. O veículo foi levado para o interior do acampamento do MST denominado “Deus é nossa força I”, próximo ao local do roubo. A denunciada recebeu o trator, que sabia ser produto de crime. Policiais civis e militares compareceram ao acampamento, onde localizaram e apreenderam as chaves do veículo com Maria do Carmo. Na ocasião, ela admitiu que o roubo fora praticado por três homens do movimento.
 
Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial
.: voltar :.