Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Promotoria investiga aumento abusivo dos combustíveis em postos de Águas Claras

Informações veiculadas pela imprensa e apuradas por outros órgãos também serão utilizadas pela Promotoria na investigação

Diante do aumento no valor do litro do combustível verificado nos últimos dias, decorrente da greve dos caminhoneiros, a Promotoria de Justiça Criminal de Águas Claras iniciou investigação para apurar infrações cometidas pelos proprietários dos postos. Foi instaurado nesta quinta-feira, 24 de maio, um procedimento de investigação criminal para que sejam levantadas informações sobre os preços nos postos da cidade e também o compartilhamento de informações com outros órgãos.

A Promotoria de Justiça de Águas Claras reunirá informações solicitadas à Secretaria de Fazenda do DF, que deverá enviar notas fiscais de venda de combustível de todos os postos situados na região, no período de 19 de maio de 2018 a 24 de maio de 2018. Ao Procon, o Ministério Público enviou cópia da investigação, a fim de que avalie, nos limites de suas atribuições, as medidas a serem adotadas.

Informações sobre o histórico de preços nos estabelecimentos também deverão ser levantadas diretamente nos postos de combustíveis da cidade, para que sejam verificadas possíveis lesões aos consumidores. De acordo com o promotor de Justiça Tiago Moniz, “o aumento possivelmente abusivo dos preços pode configurar crime contra a economia popular e crime contra as relações de consumo, que acarretam grave repercussão social”, explica.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.